A Terra é Livre - o reencontro dos povos indígenas

Em abril do ano passado estive no Acampamento Terra LivreATL 2018, em Brasília. O maior encontro dos povos indígenas no Brasil.

Fui a convite dos Munduruku para acompanhá-los em seus movimentos pela demarcação de suas terras e em suas lutas contra os projetos de construção de mega hidrelétricas em seus territórios. Com apoio do Greenpeace, os Munduruku lançaram e difundiram na ATL o seu Mapa da Vida. Foi uma iniciativa para apresentar ao mundo o território Sawré Muybu, como uma forma de narrativa da luta por um mundo indígena livre no Rio Tapajós. Fiz parte desta experiência e ali estava para celebrar nossa trajetória conjunta.

Durante a ATL 2018 me encontrei com amigos Munduruku, Potiguara, Pataxó, Guarani Mbya, Xukuru, conversamos, sorrimos, caminhamos junto debaixo de sol. Assisti atentamente suas falas e rituais, sentindo a força de um movimento transformador, que afeta nossos corpos e sentidos e nos guia na busca por terras livres das cercas, das fronteiras, dos agrotóxicos, das barragens, das balas, dos buracos da mineração e dos caldos da contaminação. Eramos muitos entre centenas de povos indígenas e seus parceiros, amigos, aliados e curiosos. Eramos mais que um, múltiplo, milhares…ali e em outros lugares.

A ATL incomoda. O Estado Nacional que, a cada versão de quem esteja no poder, demonstra sua ferocidade anti-democrática e anti-indígena, arma seus aparatos de violência e repressão contra os diferentes, ancestrais desta terra livre da pindorama, os povos indígenas. Policia, Força Nacional, medo.

Neste ano de 2019 teremos outro encontro, agora mais numeroso e mais (r)existente. Enfrentará um governo que desde seu primeiro dia declarou “guerra”aos povos indígenas e iniciou uma devastação nos direitos dos povos originários e dos ambientes em que vivem. A ATL persiste.

Trago aqui a vocês um breve ensaio fotográfico realizado nos dias em que estive na ATL em 2018. É uma homenagem ao encontro, um elogio a sua força e uma contribuição para que o apoiemos com nossos corpos e com todo recurso possível. A terra será livre.

Seja um apoiador do Acampamento Terra Livre 2019

Antropologia, Ecologia Política e Contracolonialismo no Antropoceno twitter: thiagotxai Academia:ufam.academia.edu/ por Thiago Cardoso

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store